SanAntonioTX-canal07/03/2019

Inspire Days 2019: Encontro de Usuários

Reserve a data para que você possa se juntar a nós no próximo ano em nosso evento anual Inspire Days 2019, que será realizado na cidade de San Antonio, Texas.

Se você é desenvolvedor, arquiteto, desenvolvedor de negócios ou executivo em sua organização, você encontrará algum conteúdo valioso e inspirador.

Como este ano, teremos a presença de especialistas em soluções, empresas e líderes de TI de vários setores e países. Esperamos te ver em San Antonio!

GMC2017-Noticias16/06/2017

Inspire Days 2017: Encontro de Usuários

O Inspire Days Américas 2017 reunirá especialistas em soluções e líderes empresariais de TI de diversas indústrias para inspirar discussões de estratégia de liderança de pensamento e sessões técnicas.

Se você é desenvolvedor, arquiteto, desenvolvedor de negócios ou executivo em sua organização, você encontrará algum conteúdo valioso e inspirador.

Todos os pacotes incluem o ingresso para a conferência, as refeições e a Taxa de Associação do Grupo de Usuários para 2017. Se você tiver requisitos específicos, como dieta especial, por favor, não hesite em contatar-nos diretamente. Pouco depois do seu registro, você receberá uma informação de confirmação e logística. Registre Online Registre

Comparting-2016-Kongresshalle-Boeblingen-a04/07/2016

Comparting 2016: Encontro de Usuários

É o mundo digital desbancando o processamento em lote em papel? O que está acontecendo com a impressão a cores de alta velocidade? E qual o papel que a gestão de documentos multicanal e saída geralmente desempenham na comunicação com o cliente do século 21? Estas perguntas serão o foco deste ano do Comparting, a conferência internacional inovadora de documentos multicanal e gestão de Output.

Conheça Compart e as forças que nos impulsionam para a frente. Estamos ansiosos para vê-lo lá!

Registre Online Registre

Dialogue-120/06/2016

O Dialogue 2016 será realizado na cidade de Ponte Vedra Beach na Florida entre os dias 26 e 28 de setembro.

Envolver os clientes em todo o cenário multicanal digital é algo que toda empresa precisa para acertar. É por isso que o Diálogo deste ano de 2016 está focada em ajudar você a atingir esse objetivo. No Dialogue 2016 (anteriormente HP Engage) estamos focados no que é mais importante: a realidade de que o sucesso do negócio de hoje reside na transformação digital eficaz e as comunicações que temos. Hoje transformação digital é uma revolução que está mudando a forma como os clientes se comunicam e interagem, e nós convidamos você a se juntar a nós nesta viagem emocionante. Registre aqui...

MA_LOGO_VERT_COR_Slogan02/05/2016

eDocSystem®: Plataforma de Comunicação Multicanal - CCM

MONGERAL AEGON e EXÍMIA TI firmam no mês de maio/2016 um contrato de BPO para o processo de comunicação massiva com os clientes finais. A EXÍMIA TI será responsável pela manutenção e suporte aos documentos de comunicação da MONGERAL AEGON, que serão gerados pela plataforma eDocSystem®.

O processo será realizado em duas fases, a primeira será a migração do processo interno para a plataforma com o objetivo de agilizar e controlar o processo de comunicação, e a segunda será a modernização do processo de comunicação para a plataforma eDocSystem® que oferece flexibilidade para comunicar em qualquer canal de comunicação, agilidade no processo de transpromo e controle total dos processamentos e distribuição das comunicação.

CREDZ-516/04/2016

eDocSystem®: Plataforma de Comunicação Multicanal - CCM

CREDZ e EXÍMIA TI firmam no mês de abril/2016 um contrato de outsourcing para o processo de comunicação massiva com os clientes finais de seus parceiros. Até o mês de setembro/2016 todas as comunicações massivas deverão ser processadas pela plataforma eDocSystem®, que garantirá uma maior flexibilidade na entrega de comunicações multicanal.

A nova plataforma proporcionará maior agilidade no processo de transpromo e na escolha do canal que deseja entregar as correspondências, além de ter total controle dos processamentos e distribuição das comunicações, tornando a operação totalmente sob seu domínio.

Comparting201525/06/2015

Comparting: Encontro de usuários 2015

O fórum internacional de gerenciamento de outputs e documentos inovadores, agora em seu décimo primeiro ano, está estabelecendo um curso claro com suas palestras e apresentações de alto nível.

Conheça Compart e as forças que nos impulsionam para a frente. Estamos ansiosos para vê-lo lá!

Registre Online Registre

SanDiego-300x22526/02/2015

HP Exstream: Encontro de usuários 2015

O maior evento de encontro de usuários do ano retornou! Este ano será realizado na cidade de San Diego na California entre os dias 8 e 10 de novembro de 2015.

O evento do ano passado ofereceu aos participantes insights que eles precisavam para começar sua trasnformação de envolvimento com clientes através de sessões de palestras inspiradoras, negócios e saídas técnicas, demonstração tecnológica inovadoras e oportunidades de networking. Tudo isso e muito mais no #HPENGAGE15, com novo local, novas caras e novas ferramentas para um novo estilo de envolvimento com clientes.

30/05/2014

HP Exstream: Encontro de usuários 2014

User Conference 2014 será realizado na cidade de Phoenix no Arizona entre os dias 21 e 23 de setembro.

Neste ano será apresentada a versão 9.0 do HP Exstream, que entre as novidades tem o HP Exstream Empower Editor que oferece edição de documentos interativos diretamente do navegador de internet, sem baixa ou instalar modulos adicionais.

14/04/2014

Comparting 2014 - Fórum Internacional de Comunicação Multicanal

O fórum internacional de gestão de produção e inovação de documentos, agora em seu décimo ano, é a criação de um curso claro, com suas palestras e apresentações de alto nível. Empresas e organizações internacionalmente renomadas como a Williams Lea, MAT, Canon, ERGO Insurance Group, Swiss Post Solutions, e Mutualité Sociale Agricole (MSA), irão discutir vários aspectos do processamento de documentos.

01/10/2013

Exímia é certificada ISO 2001:2008

Após 8 meses de preparação e constantes auditorias em todos os processos de gestão, projetos e suporte da Exímia TI, recebemos a certificação ISO 9001:2008 acreditadas pelo INMETRO e pela ANAB através da certificadora ABS QE.

Para o processo de preparação e auditoria interna contamos com a parceria efetiva da empresa SGA e seus colaboradores, e para o processo de certificação contamos com empresa ABS Quality Evolution, uma das empresas mais reconhecidas e especializadas neste assunto.

17/09/2013

Prêmio de melhor transformação de aplicação

Visionary Awards HP Exstream 2013

O prêmio visionário de 2013 HP Exstream na categoria "Melhor Transformação de Aplicação" foi conferido à uma instituição financeira brasileira durante o encontro de usuários na cidade de San Antonio no Texas.

A aplicação que antes enviava aos clientes da instituição somente através dos correios, passou também a disponibilizar os comprovantes das operações imediatamente através do portal, permitindo que o cliente opte por não receber tais comprovantes pelo método antigo.

Veja todos os vencedores de 2013

15/07/2013

Exímia obteve HP Technical Certified I

No mês de julho fomos certificados pela HP Exstream e agora a Exímia faz parte de uma equipe mundial de profissionais técnicos de TI e de vendas altamente qualificados, que demonstram compromisso contínuo com o profissionalismo, com a qualidade e com a excelência.

Todos os anos nossos colaboradores participam de treinamentos e reciclagens do HP Exstream, com o objetivo de garantir a qualidade nos serviços prestados aos clientes e na utilização das melhores práticas no desenvolvimento de aplicações de comunicações com a ferramenta.

15/09/2013

Encontro de Usuários HP Exstream 2013

San Antonio - Texas - Estados Unidos

Este é o quarto ano consecutivo que a Exímia participa do evento, o que nos proporciona acompanhar a evolução do HP Exstream nos tornando cada vez mais capacitados e em conformidade com as melhores práticas na utilização do software.

O encontro de usuários HP Exstream para as Américas deste ano aconteceu entre os dias 15 e 18 de setembro na cidade de San Antonio, Texas, quando foi apresentado a release 8.6 do HP Exstream.

  • G1 Economia
  • InfoMoney
Texto publicado pelo governo previa revogação 'abrupta' do regime especial de tributação. Deputados modificaram proposta; MP ainda será analisada pelo Senado. A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (17), em plenário, uma nova versão da medida provisória editada pelo governo para derrubar benefícios fiscais do setor petroquímico. O novo texto mantém os benefícios atuais e cria uma "regra de transição" até 2028 (veja abaixo). A proposta aprovada é completamente diferente da que havia sido editada pelo presidente Jair Bolsonaro em dezembro de 2021. O texto ainda será votado pelo Senado e, se houver mudanças, pode voltar à análise da Câmara. Alterações feitas pelo parlamento podem ser sancionadas ou vetadas pelo presidente Jair Bolsonaro. Chamados de Regime Especial da Indústria Química (Reiq), os benefícios reduzem as alíquotas do PIS/Pasep e da Cofins para matérias-primas básicas destinadas a centrais petroquímicas. O governo queria a revogação abrupta do regime especial, mas os deputados modificaram o texto e estabeleceram uma transição para o fim do programa. A versão da MP que será enviada ao Senado também cria contrapartidas sociais e ambientais para o setor petroquímico. Segundo o texto aprovado pela Câmara, o benefício terá uma subida gradual das cobranças até o final de 2027: entre abril e dezembro de 2022: 1,65% para PIS/Pasep; e 7,6% para Cofins; em 2023: 1,39% para PIS Pasep; e 6,4% para Cofins entre 2024 e 2027: 1,52% para PIS/Pasep; e 7% para Cofins. Em janeiro de 2028, o regime será revogado, e as alíquotas voltarão para 1,65% para PIS/Pasep e de 7,6% para a Cofins. A MP revogava dispositivos de duas leis que tratavam da redução das alíquotas do PIS/Pasep, da Cofins, da contribuição para o PIS/Pasep-Importação e da Cofins-Importação incidentes sobre a importação e receita obtida com a venda de nafta e a outros produtos destinados a centrais petroquímicas. As alíquotas cobradas antes da revogação eram de 1,26% para o PIS\Pasep e 5,8% para a Cofins. Como as medidas provisórias têm força de lei, o corte dos benefícios passou a valer já em março deste ano, mas não durou muito tempo. Em abril, uma decisão judicial do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) suspendeu os efeitos da MP. O governo defendia que o regime especial havia perdurado “tempo suficiente para a efetivação de seus objetivos de fomento à atividade econômica contemplada” e que a revogação se mostrava “conveniente e urgente”. O governo calculava que a revogação do regime especial iria aumentar a arrecadação para os anos de 2022, 2023 e 2024, em R$ 573,09 milhões, R$ 611,89 milhões e R$ 325,02 milhões, respectivamente. Mudança de posicionamento O deputado Alex Manente (Cidadania-SP), relator da proposta na Câmara, citou, no parecer, um estudo da Fundação Getúlio Vargas, segundo o qual a extinção “abrupta” do Reiq traria profundos impactos negativos na arrecadação de impostos, acarretaria a destruição de empregos e prejudicaria a competitividade da indústria brasileira. “Devemos observar a necessidade de construirmos uma alternativa que mitigue parcialmente esses impactos”, disse. O posicionamento adotado pelo relator vai ao encontro dos pleitos apresentados pela Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim). Segundo a Abiquim, o Reiq permite a manutenção de 85 mil vagas de trabalho e contribui para a competitividade da indústria brasileira. “Considerando os efeitos sobre a renda e emprego, a perda será de R$ 5,5 bilhões anuais no Produto Interno Bruto (PIB), além de uma redução de R$ 3,2 bilhões na arrecadação”, disse a associação em nota. Contrapartidas De acordo com o relator, para ter acesso aos benefícios, a empresa terá que firmar compromisso com: a manutenção ou o aumento dos postos de trabalho em comparação ao registrado em 1º de janeiro de 2022, o cumprimento da legislação tributária, trabalhista e ambiental; e a compensação dos impactos ambientais decorrentes da atividade petroquímica. Caso a empresa descumpra as contrapartidas listadas na proposta, ela deverá arcar com o pagamento do valor das contribuições que deixaram de ser pagas acrescido de juros e multas de mora. A proposta aprovada determina ainda que o Ministério da Economia deve realizar o “acompanhamento, controle e avaliação de impacto” do Reiq. A cada mês, deverá ser divulgado o custo detalhado do regime especial de tributação, com a identificação do beneficiário e do produto sujeito ao benefício. Ao final de cada ano, o governo deverá divulgar uma avaliação do impacto do benefício, que deve abordar, por exemplo, os empregos gerados pelo setor. *estagiário sob orientação de Mateus Rodrigues VÍDEOS: notícias de economia
Ex-diretor geral da Aneel, André Pepitone, disse que reajustes acima da inflação são herança da crise energética e que os aumentos estão previstos em contrato. Um grupo de quatro parlamentares enviou um ofício à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) nesta terça-feira (17) pedindo esclarecimentos sobre os aumentos na conta de luz neste ano. O Congresso tem, desde o início do mês, pressionado a Aneel para sustar os reajustes — previstos em contratos — em ano de eleições gerais. No início do mês, a Câmara dos Deputados aprovou a urgência na tramitação de um projeto que suspende o reajuste médio de 24,88% da Enel Ceará -- a intenção dos parlamentares é ampliar o alcance do projeto para as demais distribuidoras de energia. Câmara pode acelerar votação de texto que suspende reajuste O ofício é assinado pelo senador Alessandro Vieira (PSDB-SE) e pelos deputados federais Felipe Rigoni (UNIÃO-ES), Tabata Amaral (PSB-SP) e Renan Ferreirinha (PSD-RJ). O documento é endereçado a André Pepitone, que deixou nesta terça o cargo de diretor-geral da agência para assumir a diretoria financeira da Itaipu Binacional. O grupo considera que "os reajustes em patamares tão elevados têm aumentado a vulnerabilidade social de populações carentes". O ofício também alega falta de transparência da agência nos reajustes, apesar de todos os processos de reajustes tarifários serem conduzidos de maneira pública, inclusive com a realização de consulta e audiência públicas. Os reajustes nas contas de luz têm chegado a quase 25%, dependendo do estado. Os principais motivos para a alta são a crise energética do ano passado, à alta da inflação e do dólar e à disparada do preço dos combustíveis. REAJUSTES APROVADOS NESTE ANO PELA ANEEL PARA CONSUMIDOR RESIDENCIAL Despedida Em sua despedida na Aneel nesta terça-feira, Pepitone citou os motivos que levaram à alta na conta de luz deste ano e os esforços da agência ao longo dos anos para a redução dos subsídios pagos pelo consumidor. Ainda, segundo o ex-diretor, a Aneel não cria condições para esses aumentos. "A gente sabe bem que a Aneel acaba sendo culpada pela sociedade, pelo Congresso, mas não é a Aneel que cria as condições para esses aumentos. A Aneel faz a conta. Subsídio vem todo de política de lei do Congresso Nacional, e aumentou em R$ 10 bi de 2021 para 2022, saindo de R$ 20 bi para R$ 32 bi. Não foi ação dessa casa (...), mas como essa casa dá a notícia, acaba a agência sofrendo essas consequências", argumentou Pepitone. Em abril deste ano, Aneel aprovou o orçamento de 2022 da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), fundo usado para bancar ações e subsídios concedidos pelo governo no setor de energia. Pela decisão, a CDE deste ano será de R$ 32,096 bilhões, dos quais R$ 30,219 bilhões serão pagos pelos consumidores na conta de luz. Com, isso subsídios bancados através da conta de energia subiram mais de R$ 10 bilhões em relação ao ano anterior. VÍDEOS: notícias sobre política
Comissão da Câmara convida Guedes para explicar possibilidade de reajuste a forças de segurança
Ministro da Justiça afirmou à Comissão de Segurança, há uma semana, que reestruturação das carreiras depende da Economia. Deputados falam em convocar Guedes caso ele não compareça. O ministro da Economia, Paulo Guedes Wilton Junior/Estadão Conteúdo A Comissão de Segurança Pública da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (17) um convite ao ministro da Economia, Paulo Guedes, para que ele explique a possibilidade de reajuste salarial para agentes de segurança. O pedido se baseia em uma declaração do ministro da Justiça, Anderson Torres, feita na semana passada para a mesma comissão. Torres afirmou que as propostas de reajuste das categorias estavam sendo analisadas pelo Ministério da Economia. O pedido de convocação foi apresentado pelo deputado Luis Miranda (Republicanos-DF). Nas últimas semanas, sindicatos e associações ligadas às carreiras de segurança têm cobrado posição do governo Jair Bolsonaro sobre o tema. Veja exemplo no vídeo abaixo: Delegados da Polícia Federal manifestam indignação com descumprimento de reajuste de Bolsonaro "Tendo em vista que há previsão orçamentária, já aprovado no Congresso Nacional para atender esses agentes, é necessidade o comparecimento do ministro da Economia", apontou Miranda. "O ministro da Justiça atribui a morosidade ou a trava da reestruturação e aumento ao ministro da Economia." O deputado concordou com a mudança de convocação em convite, o que permite maior flexibilidade ao ministro para apontar uma data para seu comparecimento. O presidente da comissão, Aluisio Mendes (PSC-MA), estabeleceu um prazo de duas reuniões da comissão para a ida do ministro. Caso Guedes não responda ao colegiado, os deputados podem aprovar uma convocação – neste caso, a presença do ministro se torna obrigatória.
De onde vem o que eu como: 5 histórias de quem produz os alimentos que chegam à sua mesa
Mais de 8 milhões de pessoas atuam no agronegócio. Cientista que revolucionou o setor de adubos veio ao Brasil fugindo da Segunda Guerra Mundial e o líder de comunidade tradicional extrativista que sofre ameaças de morte. Da ciência à lavoura: o agro é feito pelas pessoas do campo Feijão, arroz, café, carne, todos os alimentos que chegam à mesa passaram antes pelas mãos dos trabalhadores do campo, sejam eles agricultores, pecuaristas, membros de associações ou comunidades tradicionais. Além disso, cientistas de todo o Brasil colaboram para melhorar a produção nacional. O Brasil possui mais de 8 milhões de pessoas atuando no campo. O g1, há 2 anos, vem contando as histórias dessas pessoas na série Gente do Campo. Confira no vídeo acima e a seguir: Da Guerra à ciência Revolução das freiras Sucesso veio com insistência Pouco estudo, mas muito café Extrativismo e ameaças de morte Raio X do trabalho no campo Arte / g1 Entre os trabalhadores do campo, cerca de 60% lidam com a agricultura, 28,4% com a pecuária, 4,3% com a pesca e 4,2% com a floresta. A maior parte (44,4%) trabalha por conta própria e 50% não conseguiram completar os estudos, tendo o ensino fundamental incompleto. DE ONDE VEM: abacate, café, caju... Série mostra a origem de alimentos consumidos no país Da Guerra à ciência Johanna Döbereiner Divulgação/Emprapa Johanna Döbereiner é uma das cientistas que ajudou o Brasil a se tornar um dos maiores produtores do agro. Nascida em 1924 na antiga Tchecoslováquia (hoje República Tcheca e Eslováquia), imigrou para o Brasil em 1950, fugindo da instabilidade e das perdas deixadas pelo fim da Segunda Guerra Mundial na Europa. Aqui, ela descobriu que plantas podem gerar seu próprio adubo interagindo com Bactérias Fixadoras de Nitrogênio. Apesar de esses seres terem sido descobertos em 1901 por Martinus Beijerinck, foi ela que mostrou como usar as bactérias a serviço da agricultura, já que nem todas têm capacidade de transferir o nitrogênio para as plantas. O que são alimentos orgânicos e por que eles custam mais Revolução das freiras Integrantes da Coopercuc no dia da eleição de Denise Cardoso, em 2016 Arquivo pessoal/Denise Cardoso Na Bahia, a Cooperativa Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá e Curaçá (Coopercuc), é composta em cerca de 70% por mulheres e se tornou uma referência na produção orgânica de frutas nativas da Caatinga, como o maracujá e o umbu, que é o carro-chefe da casa. A união das mulheres trabalhadoras começou graças as 3 freiras: Monique Fortier, Martha D'aoust e Jaqueline Aubly, que chegaram ao município de Uauá em 1986, como parte do movimento das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs). Elas começaram a incentivar as mulheres do município a terem a sua própria renda e a participarem das decisões de suas comunidades, em uma época em que não havia presença feminina nas associações rurais e nos movimentos sociais. Umbu, feijoa, biribá — frutas nativas não são as mais populares no Brasil Sucesso veio com insistência Celito Breda na lavoura de feijão carioca em Barreiras, no oeste da Bahia Arquivo pessoal O produtor de feijão, Celito Breda, mostra que com pesquisa e insistências dá para ampliar a sua plantação. Ele chegou no oeste da Bahia em 1980, quando o estado, juntamente do Maranhão, Tocantins e Piauí, começou a formar uma nova fronteira agrícola no país, que ganhou força a partir dos anos 2000: o Matopiba (junção das siglas). Apesar de ser um pioneiro, ele não teve sucesso de cara: tentou plantar melancia, repolho, vender pamonha, mas nada dava certo. Apenas o feijão irrigado prosperou. Ainda assim, ele enfrentou problemas com safras, tendo que vender a propriedade para pagar dívidas. Só depois de 2017, a atividade agrícola realmente começou a compensar o agricultor. Feijoada ajuda a movimentar mais de R$ 40 bilhões no campo Pouco estudo, mas muito café Dona Ivone mexendo em grãos de café no Instituto Agronômico de Campinas (IAC). Sergio Parreiras Pereira Ivone Baziolli estudou apenas até a 4° série, mas, graças a ela, existem as variedades Mundo Novo e Catuaí de café arábica. Dos seus 88 anos, 65 ela dedicou ao café. Desde os 16 anos ela atuou no Instituto Agronômico de Campinas (IAC), com os principais geneticistas do café no Brasil, como Carlos Arnaldo Krug e Alcides Carvalho. Enquanto eles lideravam a equipe de pesquisadores, dona Ivone ficava à frente dos trabalhos de campo. Respeitada por todas as gerações de pesquisadores que passaram pelo IAC, dona Ivone participa de encontros da Aliança Internacional das Mulheres do Café (IWCA), organização que tem o objetivo de fortalecer as mulheres que trabalham no setor, através de treinamentos e troca de conhecimentos. E tem uma bolsa de estudos internacional em seu nome: a Dona Ivone Scholarship (Bolsa de estudos Dona Ivone), lançada em março do ano passado e que vai apoiar o estudo de universitários e profissionais que atuam no setor cafeeiro Café é a 2ª bebida mais consumida no país: veja formas de preparo Extrativismo e ameaças de morte Dione extrativista Arquivo pessoal Dione Torquato é uma das mais de 5 milhões de pessoas que formam as comunidades tradicionais extrativistas no Brasil. Elas fazem as coletas de frutos, como o açaí e a castanha, pescam e utilizam da agricultura familiar de subsistência, inclusive a caça artesanal, para completar a renda. Além de extrativista, Dione é uma liderança da região da Floresta Nacional de Tefé, no Amazonas e secretário geral do Conselho Nacional das Populações Extrativistas, o CNS. Ele enfrenta constantes ameaças de morte, que são enviadas por garimpeiros, madeireiros e pecuaristas. O extrativista acredita que as motivações para isso são as denúncias que faz apontando irregularidades na região, como de desmatamento. Descubra quais são os 28 povos e comunidades tradicionais do Brasil De olho no futuro e também mantendo tradições, agronegócio é formado por gente Vídeos: Agro: A indústria-riqueza do Brasil
Como a geada pode afetar a produção agrícola e quais alimentos podem ficar mais caros
Hortaliças, cana-de-açúcar e banana são os cultivos que mais sofrem com geadas por serem sensíveis às temperaturas baixas, segundo pesquisadores. Tomate, que já é 'vilão' da inflação, também pode ser afetado. Plantação de alface amanheceu coberta de gelo em Mogi das Cruzes (SP) na geada que aconteceu em 2021 Débora Carvalho/ TV Diário A onda de frio que vai atingir grande parte do país até domingo (22) deixa agricultores em alerta, principalmente os que plantam hortaliças, banana e cana-de-açúcar. Isso porque, em caso de geada, essas culturas costumam ser as mais sensíveis, dizem pesquisadores consultados pelo g1. Se esses alimentos forem afetados, o frio pode resultar em produtos com menos qualidade e ainda mais caros — lembrando que alguns legumes, frutas e o café estão entre os itens que mais subiram de preço nos últimos 12 meses, até abril. A geada acontece quando é formada uma camada de gelo nas superfícies por conta da intensa redução de temperatura quando a umidade do ar está elevada. E a previsão é de que ela possa ser registrada: Nos estados do Sul: que são voltados para os cultivos de soja, carne, milho, cana-de-açúcar, hortaliças e algodão; No Mato Grosso do Sul: estado grande produtor de soja. Há também cultivos de arroz, café, trigo, milho, feijão, mandioca, algodão, amendoim, cana-de-açúcar e hortaliças; No sul de Minas Gerais: grande produtor de café e batata. Há também o desenvolvimento da horticultura; No sul e oeste de São Paulo: produções de café, hortaliças, cana-de-açúcar e milho. "Hortaliças como a batata, a alface e o tomate não são nada resistentes ao fenômeno. Se os cultivos forem destruídos, terá grande impacto", afirma João Paulo Bernardes Deleo, pesquisador de hortaliças do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). "Com a geada, sempre haverá a perda do limbo foliar [parte principal] e, consequentemente, afetará a planta. Claro que as hortaliças folhosas, por a folha ser justamente o produto comercial, são as mais afetadas", complementa Thiago de Oliveira, chefe do setor da economia da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp). Todas as regiões brasileiras produzem hortaliças folhosas. Entretanto, as regiões Sudeste e Sul concentram a maior parte da produção. Tomate já é 'vilão' Tomate foi um dos alimentos que mais tiveram alta no preço nos últimos 12 meses Roberto Gardinalli/Futura Press/Estadão Conteúdo No caso do tomate, Deleo explica que temperaturas muito baixas já podem ser prejudiciais. "Quando tem muito frio, a maturação acaba sendo retardada. Consequentemente, se temos menos produto, o preço não tende a diminuir e pode ser que aumente. Mas se houver um aumento de temperatura na sequência, a maturação do tomate fica acentuada e o preço diminui novamente ou nem tem tanto impacto", explica o pesquisador do Cepea. LEIA MAIS Banana ensacada, café enterrado... o que os agricultores fazem para proteger plantações Consulte a previsão para sua cidade A oferta do legume já vem sendo prejudicada por causa de uma área menor de plantio, desde o começo da pandemia, e pelas chuvas do começo do ano. O preço do alimento subiu mais 100% nos últimos 12 meses, e começou a baixar neste mês, mas o reflexo no bolso do consumidor só será sentido se o clima permitir. Ações para diminuir os impactos A massa polar já chegou à Região Sul. Santa Catarina, por exemplo, registrou -2,4ºC em Bom Jardim da Serra nesta terça-feira (17). Por conta disso, a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri) divulgou uma série de recomendações para minimizar prejuízos futuros na agropecuária local. ENTENDA: Neve, chuva congelante, chuva congelada e geada RISCO: Frio intenso pode afetar o coração Para o gado de corte, por exemplo, a principal orientação para evitar a queima do pasto com geadas muito fortes é usar o máximo da vegetação para alimentar o gado ainda antes do frio intenso, principalmente nos casos onde se cultiva aveia, que é mais sensível ao frio intenso. As baixas temperaturas também podem causar prejuízos para a criação de abelhas, pois provocam o resfriamento do ninho e até mortalidade de larvas. "Os apicultores devem evitar abrir as caixas, pois há perda de calor e muito gasto de energia e alimento para elevar a temperatura às condições adequadas novamente", recomenda o Departamento Estadual de Extensão Rural e Pesqueira, que faz parte da Epagri. Outra preocupação da empresa é com as produções de banana e do maracujá, já que as geadas podem ocasionar danos em folhas e frutos, antecipando o final da safra. "As práticas indicadas são a suspensão do transplantio das mudas das bananas até que o frio passe, antecipação da colheita dos cachos e ensacamento daqueles não colhidos. Também devem ser ensacadas as inflorescências recém-emitidas. Após a geada, é importante estar atento à eliminação das folhas secas". Urupema, na Serra catarinense, registra neve nesta terça-feira (17) Tiago Ghizoni/NSC
- Agência Brasil
Butantan identifica nova variante recombinante de Covid-19 em São Paulo

Trata-se da variante XG da cepa Ômicron; maior parte dos casos de infecção foi na Dinamarca

The post Butantan identifica nova variante recombinante de Covid-19 em São Paulo appeared first on InfoMoney.

- Reuters
Fachin diz que eleições terão mais de 100 observadores internacionais, incluindo europeus

Bolsonaro tem retomado os ataques e acusações sem provas à segurança e lisura do processo eletrônico de votação

The post Fachin diz que eleições terão mais de 100 observadores internacionais, incluindo europeus appeared first on InfoMoney.

- katheriner
Tesouro Direto: taxas operam mistas de olho em discurso de Powell

Prefixados oferecem até 12,53%; títulos atrelados ao IPCA entregam ganho real máximo de 5,75%

The post Tesouro Direto: taxas operam mistas de olho em discurso de Powell appeared first on InfoMoney.

- Reuters
Bolsonaro diz que armar população garante que democracia seja preservada

Nas últimas semanas, Bolsonaro voltou a levantar suspeitas sobre o sistema de votação no país

The post Bolsonaro diz que armar população garante que democracia seja preservada appeared first on InfoMoney.

- Reuters
Bolsonaro lamenta perda aquisitiva de servidores e promete solução

Bolsonaro planejou dar reajustes, neste ano de eleições, apenas às Polícias Federal e Rodoviária Federal, que considera parte de sua base eleitoral

The post Bolsonaro lamenta perda aquisitiva de servidores e promete solução appeared first on InfoMoney.