Notícias:

Reduza custos, ganhe agilidade e tenha a gestão total do processo de Comunicação Multicanal. Conheça nossa oferta de BPO.

Segundo especialistas, são garantidos às mães, por exemplo, direitos como licença-maternidade e estabilidade no emprego até cinco meses após o parto. Mães falam sobre a rotina para cuidar dos filhos, casa e trabalho durante a pandemia As mães enfrentam diariamente desafios como a sobrecarga decorrente da dupla jornada, o afastamento do mercado de trabalho, a dificuldade de recolocação e o preconceito por conta da maternidade. A ausência de trabalho formal ainda dificulta a contribuição para a Previdência Social e o consequente direito a uma série de benefícios oferecidos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Segundo especialistas, são garantidos às mães, por exemplo, direitos como licença-maternidade e estabilidade no emprego até cinco meses após o parto.  “São vários os desafios que ainda se mantêm em relação às mães, a começar pelo preconceito, que causa dispensa após a maternidade. Muitos empregadores presumem que a empregada terá uma produtividade menor por ter tido filho, manifestando assim um tratamento contrário aos princípios da dignidade da pessoa humana”, defende Cíntia Fernandes, advogada especialista em Direito do Trabalho e sócia do escritório Mauro Menezes & Advogados. As trabalhadoras também têm direito à licença-maternidade de 120 dias sem prejuízo do emprego e do salário. O período pode ser estendido para 180 dias no caso de mães de crianças acometidas por sequelas neurológicas decorrentes da dengue, assim como no caso de trabalharem em empresas que tenham aderido ao programa “Empresa Cidadã”. Outros direitos trabalhistas são: salário-maternidade durante o período de licença; direito a tempo para amamentação, correspondente a dois intervalos diários de 30 minutos cada até que a criança atinja seis meses; dispensa para consultas médicas por no mínimo seis vezes; dispensa para acompanhar o filho ou a filha em consultas e exames, ao menos uma vez ao ano; pagamento de auxílio-creche ou a reserva de espaço no local de trabalho para que os filhos sejam deixados, no caso de empresas que tenham mais de 30 funcionárias mulheres… [...]

Volume de chuvas na região foi quase metade do que o esperado. Seca preocupa produtores do interior de São Paulo A seca no interior de São Paulo preocupa produtores. Na região, o volume de chuvas foi quase metade do que o esperado. Assista a todos os vídeos do Globo Rural Um exemplo é a região de Araçatuba que, de janeiro a março de 2020, registrou 585 milímetros de chuva, mas neste ano não conseguiu atingir o mesmo número. O meteorologista João Castro, da Climatempo, explica que isto vem acontecendo na área nos últimos 20 anos. O pecuarista Francisco Brandão, de Luiziânia, comenta que a seca o tem obrigado a diminuir o gado: "Isso está impactando muito no capim e, como a maior parte dos bois são a pasto, atrapalha muito. O que acontece, vai ter que arrumar uma saída, eu aqui estou abatendo parte do gado e não estou repondo". A previsão é de que as chuvas só voltem para a região a partir de agosto. Saiba mais na reportagem completa no vídeo acima. VÍDEOS: mais assistidos do Globo Rural [...]

A última chuva significativa na região foi no fim de março. Expectativa da colheita caiu 16% em volume na comparação com as estimativas iniciais. Seca no oeste do Paraná prejudica produção de milho A seca no oeste do Paraná está prejudicando a produção de milho da região. A última chuva significativa na área foi no fim de março. Assista a todos os vídeos do Globo Rural De acordo com o Departamento de Economia Rural do estado, a expectativa é que o Paraná, que é o segundo maior produtor de milho do país, colha 12 milhões de toneladas do grão, volume 16% menor do que as estimativas iniciais. O agricultor Paulo Orso ampliou em 20% a área cultivada com o grão em sua propriedade, em Cascavel. O plantio começou mais tarde por causa dos atrasos na colheita de soja e a seca trouxe mais dificuldades. "As primeiras espigas já começam a aparecer e, como não tem chovido o suficiente, não vai ter água para o enchimento dos grãos", explica. Saiba mais na reportagem completa no vídeo acima. VÍDEOS: mais assistidos do Globo Rural [...]

Produtores da leguminosa enfrentam custos mais altos, impulsionados, principalmente, pelo adubo. No agreste de Pernambuco, chuvas acima do esperado animam os agricultores para o plantio de feijão As chuvas acima do esperado em abril animaram os agricultores que produzem feijão no município de São João, no agreste de Pernambuco. Com umidade na terra, os produtores começaram o preparo do solo e o plantio das sementes. Assista a todos os vídeos do Globo Rural Na região, encontram-se 70% do feijão no estado. Neste ano, os agricultores têm o desafio de arcar com o adubo mais caro, devido ao aumento na procura e a escassez dele no mercado. O agricultor Cícero Ferreira estima uma alta nos custos de, pelo menos, 30% a 50%, pois, segundo o produtor, outros itens também ficaram mais pesados no bolso. A alta nos custos para produzir pode aumentar o preço na venda do feijão. Saiba mais na reportagem completa no vídeo acima. VÍDEOS: mais assistidos do Globo Rural [...]

Expectativa é de 5 mil de toneladas. Colheita já começou no Rio Grande Sul, onde está 80% da produção nacional. Brasil terá safra recorde de noz-pecã este ano É tempo de colheita da noz-pecã no Rio Grande do Sul, que concentra 80% da produção da semente. E a expectativa é de que o Brasil tenha safra recorde este ano, com 5 mil de toneladas. Assista a todos os vídeos do Globo Rural A nogueira-pecã, uma espécie nativa do sul dos Estados Unidos e do norte do México, adaptou-se bem ao clima do sul do Brasil. Entre os meses de março a junho, a árvore dá frutos e, dentro deles, está a noz-pecã, que é a semente da árvore. Saiba mais na reportagem completa no vídeo acima. VÍDEOS: mais assistidos do Globo Rural [...]

Técnicas de manejo, genética e alimentação contribuem para aumentar a produtividade do rebanho. Meta é que animal ganhe sete arrobas em cada etapa de seu desenvolvimento: cria, recria e engorda. Conheça o Boi 777, criado a partir tecnologias que estimulam ganho de peso Você já ouviu falar do Boi 777? É um animal de corte criado a partir de técnicas que estimulam o seu ganho de peso, ajudando, assim, o produtor a aumentar a produtividade do seu rebanho. Assista a todos os vídeos do Globo Rural O pacote tecnológico, que inclui técnicas de manejo, genética, alimentação e equipamentos, foi desenvolvido em uma unidade da Secretaria de Agricultura do Estado de São Paulo no município de Colina. O trabalho começou em 2007 e foi ganhando consistência pelas mãos dos zootecnistas Gustavo Rezende Siqueira e Flávio Resende. As técnicas têm o objetivo de fazer com que o boi ganhe sete arrobas durante as suas três etapas de desenvolvimento: cria, recria e engorda. No final do processo, ele pode ganhar 21 arrobas, em um prazo de 2 anos. "É como se fosse uma caixa de ferramentas. Cada hora, para você consertar uma coisa, você vai pegar uma chave de fenda. Outra hora precisa de uma marreta", ilustra Siqueira, integrante da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA) do governo paulista. É importante lembrar que cada arroba corresponde a 15 quilos. E, no caso da criação de gado de corte, ela é sempre calculada sem o peso do sangue, do couro e das vísceras. De um boi vivo, por exemplo, carne e osso equivalem de 50% a 56% do animal. Essa é chamada carcaça, o produto que o pecuarista negocia em arroba frigorífico. Confira a seguir exemplos de uso das técnicas do Boi 777 em cada uma das 3 etapas de desenvolvimento. Cria A cria corresponde à fase que vai do nascimento até a desmama do bezerro. Em uma propriedade do município de Santa… [...]

Secretaria de Agricultura de SP disponibiliza canal de comunicação para dúvidas. Saiba mais sobre as técnicas do Boi 777 Para saber mais sobre as técnicas do Boi 777, entre em contato com a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. O órgão disponibiliza um canal de comunicação neste link. VÍDEOS: mais assistidos do Globo Rural [...]

Manual da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais mostra como evitar o gosto amargo e a contaminação do produto. Cartilha ensina como fazer queijo minas artesanal Uma cartilha da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) ensina como preparar queijo minas artesanal e quais os principais cuidados para ter um produto de qualidade. No manual gratuito chamado "Queijo minas artesanal - principais problemas de fabricação", você pode conferir, entre outras coisas, como evitar o gosto amargo e a contaminação. Acesse aqui. VÍDEOS: mais assistidos do Globo Rural [...]

Mato Grosso do Sul tem até 31 de maio para realizar a imunização. Estado busca status de livre da aftosa sem vacinação. Criadores de gado de todo o Brasil começaram a vacinar seus rebanhos contra a Febre Aftosa Os criadores de gado de todo o país estão vacinando o rebanho contra a febre aftosa. No Mato Grosso do Sul, os pecuaristas têm até o dia 31 de maio para realizar a imunização. Assista a todos os vídeos do Globo Rural O estado segue o plano nacional de vacinação desde 2017 para atingir o status de livre da aftosa sem imunização. Lá, para cumprir o calendário, muitos criadores encomendaram as doses com antecedência. Na aplicação, o criador precisa ficar atento para inserir a dose no local correto com cuidado. Caso contrário, o animal pode desenvolver abscesso, um acúmulo de material inflamatório. Na primeira etapa, devem ser imunizados bovinos e bubalinos de todas as idades. A estimativa do Ministério da Agricultura é vacinar 170 milhões de animais em todo o país. Saiba mais na reportagem completa no vídeo acima. VÍDEOS: mais assistidos do Globo Rural [...]

Perguntaram na entrevista de emprego se eu sou mãe. O que eu faço?

Perguntas como 'você tem filho, vai deixar com quem para trabalhar?' e 'se ele ficar doente, o que você faz?' são comuns nas entrevistas; prática é considerada discriminatória, dizem especialistas. A headhunter Aline Souza participou de entrevistas que abordaram o tema maternidade tanto como profissional de RH quanto como candidata a vaga de emprego Arquivo pessoal A headhunter e consultora de carreiras Aline Souza, de 32 anos, sentiu na pele a discriminação de ser mãe de dois filhos em processos seletivos de emprego. E chegou a ser demitida depois que a dona da empresa em que trabalhava “descobriu” que ela era mãe. Em um dos processos de seleção, Aline passou por uma entrevista individual para o cargo de analista de RH em que ouviu perguntas como: Você tem filho? Você vai deixar com quem? O seu marido faz o quê? Se você tiver uma reunião importante e seu filho estiver doente, o que você vai fazer? Você vai ficar para reunião e vai conseguir alguém para ficar com teu filho ou vai ter que socorrer essa criança? A gente faz muitas viagens, como você vai fazer? Você tem uma rede de apoio com que possa contar? Como essa criança vai ficar quando você trabalhar? Depois de passar por essa entrevista, ela e mais quatro candidatas foram separadas numa sala. As três que eram mães ficaram de um lado e as outras duas que não tinham filhos do outro. As que seguiram para a fase seguinte da seleção eram solteiras, não eram mães e não planejavam ter filhos. Na época, Aline tinha 26 anos e seu primeiro filho, 2 anos de idade. “Algumas perguntas são frustrantes. A mulher não deveria escolher entre maternidade e carreira porque todo mundo tem uma mãe. Não deveria ser tão complicado de a empresa aceitar que aquela mulher tem filhos ou planeja tê-los”, diz. Aline conta que também acompanhou seleções em que mulheres por volta de… [...]

Centralize e gerencie toda a comunicação com o cliente final por qualquer canal de comunicação. O eDocSystem® é uma plataforma CCM OmniChannel projetada para processos de ciclos fechados ou sob demanda, além de permitir mapear a jornada e orquestrar a comunicação com clientes nos diversos canais de entregas.

Nós entregamos e implementamos soluções que abrangem toda a cadeia produtiva de documentos, resultando em produtividade real, sustentável e melhor custo benefício.

Sempre preocupada com a qualidade e eficiência a Exímia TI conta com uma completa infraestrutura de recursos técnicos e humanos capazes de atuarem em todas as etapas do processo de desenvolvimento.

SIGA A EXÍMIA TI